Caiado avalia concursos na área de Segurança e Educação

caiado planeja implantar 18 pontes em goias ate 2 22caiado planeja implantar 18 pontes em goias ate 2 22

Para cobrir o déficit de servidores no governo de Goiás, a coluna apurou que  governador Ronaldo Caiado (DEM) pediu à sua equipe da Secretaria da Fazenda de Goiás (Sefaz) que faça o levantamento para fazer as reposições de servidores em áreas como a Segurança Pública, Educação e outras áreas da administração estadual.

Apesar de estar no Regime de Recuperação Fiscal (RRF), Goiás vai poder fazer concursos para cobrir déficit de servidores concursados  que saíram por aposentadoria ou outras questões.

Os concursos públicos devem começar a ocorrer até o final deste ano e vão até antes do período eleitoral. A área econômica também estuda reajustes salariais e do data base dos servidores, claro, dentro do que a RRF permite. A ação é vista com bons olhos pelo governo, já que reforça a narrativa que Caiado arrumou o Estado antes de poder avançar com ações como essa.

0
0
0
s2sdefault

Ataques de Bolsonaro à imprensa aumentam 74% no 1º semestre de 2021, diz entidade

..

O presidente Jair Bolsonaro atacou a imprensa ao menos 87 vezes no primeiro semestre de 2021, um aumento de 74% em relação ao segundo semestre de 2020, revela levantamento da organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF), divulgado nesta quarta-feira (28).

Bolsonaro foi o campeão de agressões à imprensa entre os agentes públicos monitorados pela entidade.

Ao todo, a RSF registrou 331 ataques contra a imprensa protagonizados por autoridades públicas de alto escalão, aumento de 5,4% em relação aos últimos seis meses do ano passado.

0
0
0
s2sdefault

Goiás e DF são os únicos no Brasil na zona crítica de ocupação de UTIs de Covid, diz Fiocruz

..

Somente Goiás e o Distrito Federal permanecem na zona crítica referente à taxa de ocupação dos leitos de UTI para Covid-19. É o que aponta o Boletim Observatório Covid-19 da Fiocruz, divulgado na última terça-feira (27). Conforme a fundação, os índices entre os dias 19 e 26 de julho apresentaram “melhoras substantivas”, com exceção de Goiás e do DF, que ainda têm mais de 80% de taxa de ocupação.

O boletim destacou que, embora esses dois entes federativos estejam com as taxas acima de 80%, o caso do DF reflete a estratégia de retirada de leitos, “possivelmente deslocados para outras finalidades, frente à redução da demanda imposta pela Covid-19”. “Ou seja, Goiás é o único estado que requer preocupação quanto ao indicador”, conclui a Fiocruz.

Conforme dados da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) da tarde desta quarta-feira (28), o índice de ocupação de leitos de UTI do Estado para pacientes com Covid é de 85%.

0
0
0
s2sdefault

Massa de ar frio aproxima-se de Goiás nesta quarta-feira (28)

..

O gerente do Centro de Informações Meteorológicas e Hidrológicas de Goiás (Cimehgo), André Amorim, informou que o frio intenso em Goiás neste mês se deve à movimentação das frentes frias. “Neste ano, as massas de ar polares estão avançando sobre o continente com maior facilidade. Diferente de outros anos, quando a nossa região centro-sul não era tão atingida”, afirmou.

A previsão é que, na quarta-feira (28), as temperaturas já comecem a cair na região sudoeste, onde termômetro pode marcar negativo. Na região Centro-Sul, as temperaturas também caem, mas com menos intensidade. “Estamos esperando 8ºC para o centro-sul do estado, mas pode ser menor do que isso, estamos monitorando”, apontou André Amorim, que não descarta quedas nas temperaturas até mesmo na região centro-norte.

0
0
0
s2sdefault

Planalto homenageia Dia do Agricultor com imagem de homem armado

1 dia do agricultor 67795041 dia do agricultor 6779504

Sindicato Nacional dos Peritos Federais Agrários (SindPFA) se manifestou contra a postagem publicada pela comunicação da presidência da República em homenagem ao Dia do Agricultor. A foto mostrava a silhueta de homem carregando uma arma. “Isso, definitivamente, não é o que define um agricultor”, escreveu o SindPFA.

imagem já foi retirada do Twitter do perfil e substituída por outra, mas rendeu críticas pelas redes sociais. Ainda segundo o sindicato, a manifestação “é uma demonstração indigna de quem tomou o lado do escravagista, do jagunço, do capitão do mato, do grileiro e do desmatador, que ignora a realidade de um país que ainda não se reconciliou com seu passado, marcado pela destinação da terra a endinheirados, marginalizando a população”.

A nova foi a imagem abaixo.

..

0
0
0
s2sdefault

Durante evento em Anápolis, Caiado parabeniza Renato de Castro pelas ações frente à Codego

..

O governador Ronaldo Caiado sancionou, nesta terça-feira (27), projeto de lei que autoriza a transferência, por parte do Governo de Goiás, de uma área total de 175 hectares da Plataforma Logística Multimodal de Anápolis para a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego). Também assinou termo de assentamento para a expansão de quatro empresas no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), com investimento privado de R$ 56,4 milhões, e autorizou instalação de uma agência da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios).

Para Caiado, “os empresários, quando chegam a Anápolis, muitas vezes vindos de outros Estados e até mesmo de fora do Brasil, sentem-se acolhidos”.

Caiado agradeceu ao presidente da Codego, Renato de Castro, e relembrou da ligação de décadas com a família do gestor. “O pai dele, desde que iniciei minha vida na política, na defesa do produtor rural, na luta da Constituinte para garantir o direito de propriedade, recebeu-me em Goianésia, até na minha campanha de presidente da República, em 1989”, lembrou. “Então, vocês podem ver que minha ligação é muito forte e foi transferida ao seu filho a oportunidade de ser meu braço direito, que tive na minha candidatura ao governo do Estado, a quem eu agradeço imensamente por esse fato, e, hoje, aceitando também nosso convite, estando à frente da nossa Codego”, enalteceu.

“O governador sempre nos fala isto e reforça em letras garrafais: se a Codego funcionar, Goiás cresce, a indústria cresce e os empregos são gerados. Precisamos ter isso em mente”, disse o presidente da Codego, Renato de Castro. “O empresário é o grande elo que faz a máquina funcionar. Sem ele, não teremos emprego, nem o recolhimento de impostos”, pontuou. “Um Estado forte não se faz com empresários fracos. Temos que fomentar, a cada dia, o crescimento de empresas”, avaliou.

Expansão
Durante o evento, foi assinado também o termo de assentamento para a expansão das plantas fabris de quatro empresas no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia). São elas a BRG Brasil Geradores, fabricante de geradores de energia elétrica; a Excel Construtora e Incorporadora, do ramo de construção civil; a Comtral Comércio e Transporte de Alimentos, que presta serviços de transporte de carga; e a Fortlev Indústria e Comércio de Plásticos Ltda, especializada na fabricação de reservatórios de água, tubos e conexões. Somados, os investimentos das empresas alcançam cerca de R$ 56,4 milhões. Espera-se a geração de mais de 500 postos de trabalho.

Fonte: Secretaria de Comunicação- Governo de Goiás

0
0
0
s2sdefault

css custom

© 2021 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados