Academias funcionarão com agendamento e 30% da capacidade de alunos

..

Segundo o novo decreto estadual de combate à pandemia da Covid-19 – que entra em vigor nesta quarta (14) –, as academias de musculação, quadras poliesportivas, escolas de esporte e similares funcionarão com até 30% de sua capacidade total de alunos.

Além disso, as atividades devem ser agendadas e os demais protocolos de biossegurança estabelecidos pela Secretaria de Estado da Saúde observados e seguidos.

0
0
0
s2sdefault

Vereador Carlos Veículos quer transformar lotes ociosos em lavouras e hortas comunitárias

Vereador Carlos Veículos quer transformar lotes ociosos pela cidade em lavouras e hortas comunitárias. (foto: Orcedino Júnior)Vereador Carlos Veículos quer transformar lotes ociosos pela cidade em lavouras e hortas comunitárias. (foto: Orcedino Júnior)

Na tarde dessa terça-feira (13), a Câmara Municipal de Goianésia realizou mais uma Sessão ordinária. Entre os requerimentos apresentados, houve o de número de 204/2021, do vereador Carlos Veículos (PSD), que fomenta a área social do Município. 

Carlos solicitou às Secretarias Municipal de Agricultura e  Infraestrutura, que viabizem parcerias com donos de lotes na cidade, que estão ociosos, para que os mesmos sejam disponibilizados para o cultivo de hortas ou lavouras comunitárias. 

De acordo como parlamentar, o objetivo maior é de beneficiar famílias carentes e aumentar a qualidade de vida destas pessoas. No mesmo requerimento, o parlamentar solicitou ainda que seja concedido aos proprietários destes lotes um desconto em percentual no IPTU, a fim de fomentar a parceria. 

0
0
0
s2sdefault

Bares e restaurantes não podem passar lotação máxima de 50%, prevê decreto

..

O novo decreto do Governo de Goiás contra a Covid-19 prevê, dentre outras coisas, que bares e restaurantes não poderão ultrapassar a lotação máxima de 50%.

Além disso, os estabelecimentos devem seguir os demais protocolos específicos de biossegurança estabelecidos pela secretaria de Saúde (SES-GO), como uso de máscara, álcool gel e mais.

Texto passa a valer nesta quarta (14).

0
0
0
s2sdefault

Anvisa analisa coquetel que promete reduzir em 81% o risco de casos sintomáticos de Covid

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que recebeu no dia 1º de abril o pedido para uso emergencial do coquetel Regen-Cov, testado contra a covid-19, e dará parecer em até 30 dias. Para fazer a avaliação, o órgão federal usará o relatório técnico emitido pela autoridade americana Food and Drug Administration (FDA), que autorizou o uso emergencial do produto em 2020, além dos dados apresentados no processo.

Os resultados da fase 3 de pesquisa desse coquetel foram divulgados nesta segunda-feira, 12, pela empresa americana Regeneron Pharmaceuticals. O medicamento está sendo elaborado em parceria com a farmacêutica suíça Roche.

O estudo utiliza a combinação dos medicamentos (chamados anticorpos monoclonais) casirivimab e imdevimab para evitar casos sintomáticos entre contactantes que moram na mesma residência que pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus.
 
Segundo o laboratório, uma dose da combinação (chamada Regen-Cov) administrada por injeção subcutânea pode reduzir em 81% o risco de a pessoa desenvolver um caso sintomático da covid. 
 
A diretora adjunta do Instituto de Microbiologia da UFRJ, Luciana Costa, disse que o medicamento "é mais um reforço para a vacina". E alertou que, por ser produzido com base em um anticorpo monoclonal, pode gerar também efeitos colaterais no organismo. "Não chega a ser como uma quimioterapia, mas pode dar alergia, que pode se tornar um quadro grave. Vai ser preciso analisar o benefício para os indivíduos."
 
A farmacêutica bioquímica e pesquisadora da USP Laura de Freitas disse que é necessário aguardar o resultado consolidado do estudo para tirar conclusões. Mas a expectativa dela é que o medicamento seja inviável financeiramente para controle de uma pandemia. "É um medicamento de anticorpos monoclonais. Ele é feito com o clone de células, sempre em laboratório. Geralmente são medicamentos caros. As informações que encontrei é que custaria cerca de 2 mil euros (R$ 13,6 mil)."
 
Esse não é o único coquetel que está em fase de análise pela Anvisa. A agência analisa desde o último dia 30 o pedido de uso emergencial de medicamento para tratar covid da empresa Eli Lilly do Brasil Ltda. O coquetel tem função semelhante e é uma combinação dos medicamentos biológicos banlanivimabe e etesevimabe.
 
Com informações do Estadão
0
0
0
s2sdefault

Decreto estadual: igrejas podem funcionar com lotação de 30% de pessoas sentadas

..

O novo decreto que regula o funcionamento das atividades não essenciais durante a pandemia da Covid-19 no Estado, afirma que as atividades presenciais de organizações religiosas observarão a lotação máxima de 30% de pessoas sentadas.

Ainda segundo a previsão legal, é preciso se atender aos demais protocolos de biossegurança estabelecidos pela Secretaria de Estado da Saúde.

0
0
0
s2sdefault

Ocupação de UTIs da rede estadual de Goiás segue acima de 90%

..

Na manhã desta segunda-feira (12/4), dados disponibilizados pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) em seu Portal Covid-19 indicam que a taxa de ocupação de unidades de terapia intensiva (UTI) da rede estadual destinadas ao atendimento de pacientes com a doença causada pelo novo coronavírus é de 94,46%.

Os leitos da rede destinados ao tratamento de pessoas com covid-19 têm, no total, 80,15% de ocupação - 69,87% das enfermarias estão ocupadas. 

As informações disponibilizadas no portal ainda apontam que, considerando as redes públicas e privadas e saúde, a taxa de ocupação de UTIs destinadas ao tratamento da doença é de 79,98%. Já quanto aos leitos de enfermaria, 54,52% estão ocupados.

0
0
0
s2sdefault

css custom

© 2021 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados