fabiano1

Secretário Fabiano Lopes vem realizando um trabalho de excelência frente a pasta.

A Prefeitura Municipal de Goianésia, através da Secretaria de Infraestrutura, está realizando uma série de serviços que está transformando a cara da cidade. Um problema ocasionado pela antiga administração, a ciclovia, está sendo solucionado, através de um trabalho que vem sendo realizado desde o começo da administração. Praças estão sendo reformadas, lâmpadas trocadas, estradas rurais em bom estado, além do recapeamento asfáltico que inicia na próxima semana.

O Secretário de Infraestrutura, Fabiano Lopes, falou que medidas como estas são de fundamental importância para a população. “Todo mundo quer ver a cidade bem estruturada e com os problemas solucionados, estamos trabalhando dia a dia. Nosso objetivo é melhorar cada vez mais o aspecto do nosso município”, finalizou.

0
0
0
s2sdefault

ciclovia3

Um veterano político de Goianésia diz que vem acompanhando a trajetória do prefeito Renato de Castro desde 2009. “O jovem prefeito se reinventa, mostra-se sereno, acompanha os ritmos do tempo e deixa a oposição sem discurso. Com o início de uma gestão, mesmo herdando dívidas, mais uma vez o gestor do PMDB surpreende todo mundo, inclusive seus próprios aliados. A casa está ficando em ordem, salários em dia, imposto justo e uma administração “pé no chão”, está sacudindo o município, pois levará benefícios para toda cidade.

Seu caráter, mostra que o político tem percepção do desenvolvimento. A oposição está cada vez mais perplexa e sem ação. A oposição em Goianésia faz críticas de maneira unidimensional, então, quando um político é preparado como Renato de Castro, não consegue compreendê-lo e, portanto, promove combates errados, não conseguindo enfraquecê-lo, e sim fortalecê-lo”, disse o analista.

 

0
0
0
s2sdefault

Reis

Morreu na tarde de sábado. 27, em Goianésia, o ex-vereador Reis Jacinto Brandão. Reis estava internado no Hospital Santa Luzia com suspeita de pneumonia, no entanto, devido ao agravamento do quadro clínico foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva - UTI - do Hospital São Carlos, onde não resistiu.

O corpo do ex-vereador foi encaminhado para o Instituto Médico Legal - IML - de Ceres para realização de exames cadavéricos, uma vez que exista a suspeita de que ele teria contraído a gripe H1N1. Reis está sendo velado no plenário Aleixo Luiz Vinhal da Câmara Municipal de Goianésia.

DEPOIMENTOS


"Perdemos um político, empresário e exemplar pai de família'". (Renato de Castro, prefeito de Goianésia)

"Estamos de luto pelo falecimento de um grande amigo” (Múcio Santana, vereador)

“O Reis era uma boa pessoa e um grande conselheiro” (André Wenceslau, secretário de meio Ambiente)

“Ele partiu nos deixando boas lembranças” (José Quirino, pedreiro)

0
0
0
s2sdefault

Dinheiro torneira

A Agência Goiana de Regulação 9AGR) autorizou o reajuste de 6,2% nas tarifas de água e de esgoto. O aumento passa a valer no dia 1º de julho. As informações são da coluna Giro, de O Popular, desta sexta-feira (26).

Jallesaaa

O governador Marconi Perillo anunciou em 03 de fevereiro a escolha do engenheiro Jalles Fontoura de Siqueira para a presidência da Saneago.

 

0
0
0
s2sdefault

montagemserialVereador está provendo campanha de boicote contra livro de serial killer (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

O vereador Delegado Eduardo Prado (PV) lançou uma campanha para promover um boicote ao livro que escrito pelo serial killer de Goiânia Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 29 anos. Segundo o parlamentar, o lançamento da publicação, previsto para junho, além de causar sofrimento aos familiares das vítimas, mostra uma "inversão de valores da sociedade".

Tiago responde a mais de 30 homicídios e já foi condenado em 28 júris populares a mais de 650 anos de prisão. O livro terá o título "Tiago Rocha: Um pouco da história por trás de um serial killer" e falará sobre os crimes cometidos e sua conversão espiritual. Para escrever, ele contou com o apoio do padre Luiz Augusto Ferreira da Silva.

Atualmente licenciado do cargo de delegado, Prado atuou enquanto investigador na força-tarefa que investigou os crimes do vigilante. Ele disse ao G1 que os assassinatos não podem ser motivo para o acusado "ganhar dinheiro em cima do sofrimento alheio".

O vereador ressaltou que todos têm o direito constitucional de expressar a livre manifestação do pensamento. Porém, acredita escrever o livro serve somente para massagear o ego de Tiago, além de trazer sofrimento às famílias que tiveram entes mortos por ele.

"Não vou discutir aqui a questão da conversão religiosa dele. Mas eu questiono essa espetacularização, que mexe com o que o psicopata mais gosta, que é a vaidade. Esse livro nada mais é que expor as famílias que sofreram com esses crimes bárbaros. Ele não pode sair como herói destes fatos que tomaram repercussão mundial", pontua.

Fonte: G1 Goiás

0
0
0
s2sdefault