Atividade física: Organização do treinamento para iniciantes

Professor Osvaldino JúniorProfessor Osvaldino Júnior

Iniciante é todo e qualquer individuo que nunca teve próximos a determinada modalidade ou aquele indivíduo que mesmo praticante da mesma se afasta tornando se um sedentário.

Para essas pessoas deve-se ter um estilo diferente de organização de treinamento para que possa vir acarretar resultados sem que ocorram danos ou luxações, dessa forma adotam-se os princípios de evolução individual do aluno utilizando volume e intensidade.

O volume trata da quantidade de sessões, que terá no treino diário para o aluno, já a intensidade é a quantidade de carga ou pesos que será utilizado em cada sessão de treino, seja na musculação ou em qualquer atividade que você venha a sistematizá-la.

Para se organizar um treinamento o individuo em seu primeiro passo deve-se passa por uma avaliação física e até mesmo exames de saúde para atestar suas condições para a prática do desporto, essas informações serão bem digeridas pelo profissional de Educação Física onde ele ira organizar para que o indivíduo tenha maior conforto e poderá entrar na segunda etapa do treinamento a definição de fases e períodos tipo: básico, adaptativo, especifico e de transição e nessas fases são feitos várias subdivisões: microciclo, mesociclo, macrociclo.

Sempre os treinos são divididos em períodos em três sistematizações o Macrociclo (Anual), Mesociclos (trimestral) e Microciclo (semanal), dentro dessas sistematizações detectaram os períodos adaptativos de 1 a 8 semanas, específicos de 4 a 12 semanas, e readaptativo de 1 a 4 semanas , isso se o individuo tiver uma boa conduta de perspectiva no treino que eles estão fazendo, sendo que um afastamento de 7 a 10 dias pode influenciar completamente em qualquer parte do treino.

Se seu professor não se preocupar com essas bases organizações do treino que é de suma importância você vai está caminhando a passos largos do fracasso, pois sem essas sistematizações e condutas, você estará tendo atitudes descontroladas e desorganizadas por parte de seu porte físico, resumindo não tendo validade nenhuma de treinamento.

Sempre procure o melhor para você e sua saúde, treine de forma adequada.

 

Prof. Esp. Osvaldino Junior

CREF 002718G/GO

Coordenador da Corpus Academia

Orientador Acadêmico UFG/ Unu Goianésia

Ciclista Amador desde 2003

0
0
0
s2sdefault

Votação sobre cassação de Demóstenes acontece quarta-feira

Os integrantes da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado decidiram por unanimidade (22 x 0), pela legalidade do processo contra o senador Demóstenes Torres (sem partido). A votação sobre a continuidade ou cassação do mandato do senador vai ao plenário na próxima quarta-feira, 11, e será secreta. A senadora Lúcia Vânia (PSDB) não compareceu à reunião.

O senador Pedro Taques (PDT-MT), relator do processo de cassação do senador Demóstenes Torres na Comissão de Constituição e Justiça, opinou pela constitucionalidade do processo ao apresentar nesta quarta-feira, 4, seu voto.

"Manifesto-me pela inexistência de vícios de constitucionalidade, legalidade e juridicidade no processamento da Representação n° 1, de 2012, em razão do que voto por sua admissibilidade, e, em consequência, pelo encaminhamento à mesa diretora do Senado Federal do projeto de resolução respectivo", diz o relatório de 28 páginas apresentado.

A análise na CCJ concentra-se sobre os aspectos jurídicos, legais e constitucionais do parecer aprovado no Conselho de Ética. Para cassar o mandato de Demóstenes Torres, são necessários 41 dos 80 votos dos senadores.


DEFESA

Após o relator concluir sua fala, o advogado de Demóstenes, Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, deu início ao seu pronunciamento.

Kakay alegou que o processo contra o senador Demóstenes Torres é político. Para o advogado, o julgamento é "gravíssimo", mas precisa ser feito com a "consciência de vossas excelências'. Kakay afirmou que a defesa do senador sofre com o vazamento constante de informações.

No final de sua fala, Kakay pediu que seja feita uma "análise serena do que foi posto nos autos".

0
0
0
s2sdefault

Qual o melhor empadão do Brasil? Goianesiense leva o terceiro lugar em concurso da Rede Globo

Áurea Sousa, moradora de Goianésia ficou em terceiro lugar no concurso "Qual o melhor empadão do Brasil?", do programa Mais Você, apresentado por Ana Maria Braga, na Rede Globo.

A competição contou com 14 finalistas e a goianesiense ficou em 3º lugar. O Programa que escolheu os vencedores foi ao ar nesta manhã de quinta-feira, 06.

Empadão Goiano da Silvia

Receita enviada por Áurea Porto para o concurso 'O melhor empadão do Brasil'

ingredientes

Massa

  • 1 kg de farinha de trigo
  • 1 pacote de gordura hidrogenada
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 lata de guaraná

Recheio

  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • 3 cebolas picadas
  • 3 tabletes de caldo de frango
  • 300 g de extrato de tomate
  • 2 litros de água
  • 1 kg de batata cortada em cubos e cozida
  • 2 kg de peito de frango temperado, cozido e desfiado grosseiramente
  • 6 colheres (chá) de amido de milho dissolvidos em 1 xícara (chá) de água
  • cheiro verde picado, pimenta do reino moida e sal a gosto

Montagem

  • 1 kg de linguiça de frango ou de porco fina fatiada
  • 200 g de azeitona verde sem caroço
  • 250 g de guariroba em conserva
  • 400 g de requeijão cremoso

modo de preparo

Massa

1°- Numa tigela coloque 1 kg de farinha e trigo, 1 pacote de gordura hidrogenada, 1 colher (chá) de sal e 1 lata de guaraná e amasse bem até formar uma massa homogênea. Leve para a geladeira para descansar por 2 h. Depois deste tempo, abra a massa com auxílio de um rolo numa espessura de 0,5 cm.

Recheio

2°- Numa panela em fogo médio aqueça 2 colheres (sopa) de óleo e refogue 3 cebolas picadas. Adicione 3 tabletes de caldo de frango e mexa até dissolver. Junte 300 g de extrato de tomate, 2 litros de água, 1 kg de batata cortada em cubos e cozida, 2 kg de peito de frango temperado, cozido e desfiado grosseiramente, cheiro verde picado, 6 colheres (sopa) de amido de milho dissolvido em 1 xícara (chá) de água, pimenta do reino moída e sal a gosto, misture e deixe engrossar. Retire do fogo e deixe esfriar sem tampar.

Montagem

3°- Numa forma individual coloque uma porção de massa e forre o fundo e a lateral. Coloque uma porção de recheio, uma fatia de lingüiça de frango (ou de porco), 3 azeitonas verde sem caroço, uma porção de guariroba, 1 colher (sopa) bem cheia de requeijão cremoso e tampe com uma fina camada de massa. Repita o mesmo procedimento até terminarem todos os ingredientes. Leve ao forno médio pré-aquecido a 180°C por +/- 40 minutos. Retire do forno e sirva em seguida.

0
0
0
s2sdefault

CPMI do Cachoeira decide convocar Pagot e Cavendish

Pagot e CavendishPagot e Cavendish

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira decidiu convocar nesta quinta-feira, 5, o empresário Fernando Cavendish (na foto, à direita), presidente afastado da empresa Delta Construções. A empreiteira é suspeita de envolvimento no esquema criminoso atribuído pela Polícia Federal ao empresário Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

Além de Cavendish, os deputados e senadores da comissão também convocaram para prestar depoimento o ex-diretor do Departamento Nacional e Infraestrutura de Transporte (Dnit), Luiz Antônio Pagot (na foto, à esquerda).

Por duas vezes, as duas convocações foram retiradas de pauta pelo relator da comissão Odair Cunha (PT-MG) que optou por focar as investigações nas relações da Delta na região Centro-Oeste. No entanto, deputados da oposição insistiram com os requerimentos que foram aprovados em bloco.

A convocação de Cavendish significa a ampliação da investigação para a esfera nacional e a oposição quer enfatizar, com isso, os contratos da empreiteira com o governo federal.

Já o depoimento de Pagot passou a ser considerado urgente por alguns integrantes da comissão, após ele ter denunciado, em entrevista à revista IstoÉ o uso de verbas públicas para formação de caixa 2 de campanhas eleitorais em São Paulo. Já em entrevista à revista Época, ele disse que contrariou interesses do empresário Carlos Augusto Ramos e da Construtora Delta quando estava à frente do Dnit.

Além dos 11 requerimentos para a convocação de Cavendish e oito para a convocação de Pagot foram aprovados seis pedidos para a convocação do prefeito de Palmas, Raul de Jesus Lustosa Filho (PT), que apareceu em gravações negociando com Cachoeira. Outro convocado pela comissão é o empresário Adir Assad, dono da empresa Rock Star, que teria recebido repasses de recursos da empresa Delta. (Agência Brasil)

 

0
0
0
s2sdefault

Até 70 % de desconto na Liquidação Fenit One Store!!

Acontece nos dias 6 e 7 de fevereiro (sexta e sábado) mais uma incrível Liquidação Fenit One Store. Serão centenas de produtos com até 70% de desconto: blusas, calças, shorts, acessórios e muito mais com marcas mais que exclusivas da Loja!

Marcas renomadas para a criançada!


 

Moda fashion para os adolescentes e jovens!

 

 

As últimas tendências das passarelas para jovens e adultos!

 

 

0
0
0
s2sdefault

Operação da PF prende Juquinha das Neves, ex-presidente da Valec

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (5) a Operação Trem Pagador, que investiga desvios da empresa pública Valec Engenharia Construções e Ferrovias S.A., vinculada ao Ministério dos Transportes, e responsável pela construção da ferrovia Norte-Sul.

Pela manhã foi preso em casa num condomínio de luxo em Goiânia, José Francisco das Neves, conhecido como Juquinha das Neves, presidente da Valec entre 2003 e 2011, demitido em meio a denúncias de irregularidades. Foram presos ainda a mulher, o filho e um sócio do executivo. A Investigação identificou sobrepreço de R$ 129 milhões em quatro contratos da Ferrovia Norte-Sul.

A operação cumpre quatro mandados de prisão temporária, sete de condução coercitiva (que obriga a presença da pessoa em interrogatório) e 14 de busca e apreensão, além do sequestro de 15 bens imóveis em oito municípios de Goiás: Goiânia, Mundo Novo, Uruaçu, Inhumas, Senador Canedo e Orizona; e dois em São Paulo: Paulínea e Campinas.
Os mandados foram expedidos pela 11ª Vara da Justiça Federal, em Goiânia. O advogado de Juquinha, Eli Dourado, disse que entrará com habeas corpus nesta quinta-feira (5).  Em breve mais informações.
A OPERAÇÃO

As investigações tiveram início em agosto de 2011 para apurar crimes de lavagem de dinheiro atribuídos a José Francisco das Neves, conhecido como Juquinha, ex-presidente da empresa pública Valec (2003 a 2010) e a sua mulher Marivone, além de seus filhos Jader e Karen.

Segundo investigações, as suspeitas eram que ele estaria usando a mulher e os filhos como "laranja" para proteger e ocultar o patrimônio possivelmente obtido com o produto de crimes de peculato e de licitação que praticou no exercício do cargo de presidente da Valec.

 

0
0
0
s2sdefault

css custom

© 2021 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados