Brasil registra mais de 31 mil mortes por covid-19

Brasília - O balanço diário divulgado nessa terça-feira (2) pelo Ministério da Saúde trouxe 28.936 novas pessoas infectadas com o novo coronavírus, totalizando 555.383. O resultado marcou um acréscimo de 5,4% em relação a ontem (1º), quando o número de pessoas infectadas estava em 526.447.
 
A atualização do Ministério da Saúde revelou 1.262 novas mortes, chegando a 31.199, o maior número de óbitos em 24 horas desde o início da pandemia. O resultado representou um aumento de 4,2% em relação a ontem, quando foram contabilizados 29.937 falecimentos por covid-19.
 
Em geral, aos domingos e segundas os números são menores em razão das limitações de alimentação do banco de dados pelas secretarias de saúde aos fins de semana e são maiores às terças-feiras pelo acúmulo de registros dos dias anteriores.
 
Do total de casos confirmados, 300.546 estão em acompanhamento e 223.638 foram recuperados. Há ainda 4.312 óbitos sendo analisados.
 
São Paulo se mantém como epicentro da pandemia no país, concentrando o maior número de falecimentos (7.994). O estado é seguido pelo Rio de Janeiro (5.686), Ceará (3.421), Pará (3.040) e Pernambuco (2.933).
 
 
De acordo com o mapa global da universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, o Brasil é o 2º colocado em número de casos, atrás apenas dos Estados Unidos (1,82 milhão). O país é o 4º no ranking de mortes em decorrência da covid-19, atrás de Itália (33.530), Reino Unido (39.451) e Estados Unidos (106.046). A posição do país desce quando os números são comparados à população. (Agência Brasil)
0
0
0
s2sdefault

Festa realizada em chácara no último fim de semana pode aumentar casos de Covid em Goianésia.

O Boletim Epidemiológico a ser divulgado na tarde desta sexta-feira, 29, pela Secretaria Municipal de Saúde tem  um aumento considerável no quadro de pacientes suspeitos de estarem contaminados com coronavírus na cidade.

Nas últimas 24 horas mais de 20 pessoas foram notificadas. Já são 74 suspeitos, 63  casos somente essa semana. 

A secretaria de saúde apurou que uma festa foi realizada no último fim de semana e seria mais uma infração caso uma pessoa de estar com coronavírus não estivesse participado.

O secretário adjunto de saúde de Goianésia, Rafael Cardoso, ressaltou durante entrevista coletiva nessa sexta-feira, o compromisso que o goianesiense deve ter com o momento. “Mais uma vez vamos pedir a responsabilidade de todos. Evitem aglomerações. Evitem festinhas. Hoje em dia não dá pra saber se a pessoa está contaminada ou não, muitas das vezes, dependendo da idade ela nem vai apresentar sintoma. Então é muito importante que isto não seja repetido; este caso que teve nesse final de semana é motivo de muita tristeza pra nós porque pode vir uma onda de contaminados que não é interessante neste momento”, lamentou Rafael.

Denúncias em relação ao descumprimento dos decretos, realização de festas e/ou aglomeração de pessoas, podem ser feitas pelo telefone (62) 9 8540-4314.

0
0
0
s2sdefault

Aprovado projeto que zera ICMS de energia elétrica das famílias goianas que consumirem pouco

Goiânia – A Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) aprovou nesta terça-feira (2/6), por 23 votos a 5, o projeto de lei 2479/20, do Governo do Estado, que autoriza o Estado a conceder isenção da tarifa de energia elétrica.
 
A medida, destinada para consumidores de baixa renda, vai valer durante o período de emergência de saúde pública causado pela pandemia do novo coronavírus.
 
Terão direito ao benefício os consumidores que se encaixam na “subclasse Residencial de Baixa Renda”. Nesse caso, o consumo deve ser inferior ou igual a 220 (duzentos e vinte) kWh/mês.
0
0
0
s2sdefault

Governo de Goiás propõe Ensino Médio à distância

O governo do Estado encaminhou à Assembleia Legislativa do Estado de Goiás projeto de lei que propõe implantar ensino médio à distância na rede púbica de educação.

O programa recebeu o nome de Ensino Médio ao Alcance de Todos e, segundo a matéria, tem o objetivo estabelecer a educação pública “por mediação tecnológica em distritos, zonas rurais e regiões de difícil acesso ou que possuam carência de professores habilitados por área de conhecimento”.

O texto deve começar a ser discutido na Assembleia a partir da primeira sessão da próxima semana, na terça-feira (2).

Para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), Bia de Lima, é preciso aguardar que as aulas presenciais retornem para avaliar qual o resultado efetivo do ensino à distância realizado nos últimos meses e dialogar sobre a proposta em seguida.

“Nós valorizamos o esforço de levar educação aos quatro cantos do Estado, às pessoas isoladas. Mas outra coisa é querer simplesmente esticar o ensino médio. É Oferecer sem oferecer. O ensino presencial tem qualidade questionável em alguns casos, imagine à distância. Precisamos dialogar antes”, afirma Bia.

Fonte: O Popular

0
0
0
s2sdefault

Detran-GO volta aplicar provas de direção para CNH

Goiânia – O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) vai retomar a banca examinadora de direção veicular a partir de quinta-feira (4/6). Segundo o órgão, a medida será adotada com horário agendado, uso de equipamentos individuais de proteção, aferição de temperatura dos envolvidos e limitação de candidatos.
 
O projeto-piloto de retomada das provas práticas será realizado na sede da autarquia. “A previsão é que, aos poucos, cumpridas as medidas de contenção à disseminação do novo coronavírus, as provas voltem a ocorrer em todo o Estado”, informou o Detran-GO.
 
Os exames práticos de direção veicular para a obtenção ou mudança de categoria da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) foram suspensos no dia 16 de março, devido à pandemia de covid-19. 
 
Segundo o Detran-GO, para evitar aglomeração na realização das provas práticas, o atendimento se dará com hora marcada. Cada examinador atenderá um candidato a cada meia hora, com o máximo de 14 aspirantes/hora por banca de veículos de quatro rodas. Somente o aluno em prova poderá permanecer no local.
 
Os veículos de quatro rodas deverão ser higienizados com água e sabão ou desinfetado com álcool 70% no intervalo entre as provas. Todos os envolvidos no processo deverão usar máscara e luvas. Os examinadores também atuarão com protetor facial.
 
Para a banca de habilitação em categoria A (motocicleta), serão agendadas, no máximo, 70 provas/dia. Os alunos terão que usar capacete próprio, não sendo permitido o compartilhamento. As áreas do veículo tocadas pelos alunos durante o trajeto deverão ser higienizadas antes da realização de cada prova.
 
Fonte: A Redação
0
0
0
s2sdefault

Justiça goiana proíbe atuação de PM em investigação de crimes comuns

 

Goiânia - Os policiais militares  estão proibidos de atuarem nas investigações de crimes comuns, não militares, resguardando, assim, as atribuições constitucionais da Polícia Civil do Estado de Goiás.

decisão, em julgamento de mérito, divulgada nesta terça-feira (26/5), é do juiz Gustavo Dalul Faria, da 2ª Vara da Fazenda Pública estadual, em ação civil pública proposta pelo Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol) e pelo Sindicato dos Delegados de Polícia Civil (Sindepol).

O Estado de Goiás deverá retirar, imediatamente, todos os agentes da PM que estiverem atuando na investigação de crimes comuns, não militares, sob pena de pagamento de multa de R$ 50 mil para cada caso de descumprimento. 
 
O presidente do Sinpol, Paulo Sérgio Alves de Araújo, explica que os policiais decidiram recorrer à Justiça diante dos reiterados casos de usurpação das funções constitucionais da Polícia Civil por parte da PM, por meio de seu serviço reservado (PM2), o que, "além de ser ilegal, já resultou em prejuízos para diversas investigações que estavam em curso sob o comando de quem tem atribuição legal para isso, a Polícia Civil, que tem a atribuição de polícia judiciária tanto pela Constituição Federal como pela Constituição do Estado de Goiás". “Todas as polícias são importantes, mas têm de atuar cada uma dentro de suas atribuições legais”, justifica o presidente do Sinpol.
 
Fonte: Sinpol / A Redação
0
0
0
s2sdefault
© 2020 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados