Momento crítico para todos: Confira as atividades essenciais do novo decreto estadual

Foto: Cristiano BorgesFoto: Cristiano Borges

Diante do momento crítico de pandemia, o Governo de Goiás  determinou a entrada em sistema de revezamento 14 x 14 a partir dessa quarta-feira, 17.

O decreto 9829 estabelece o revezamento das atividades econômicas previsto no caput do art. 2º do Decreto nº 9.653, de 19 de abril de 2020, com a redação dada pelo Decreto nº 9.685, de 29 de junho de 2020.

São consideradas atividades essenciais:

1 - Farmácias, clínicas de vacinação, laboratórios de análises clínicas e estabelecimentos de saúde;

2 - Cemitérios e serviços funerários;

3 - Distribuidores e revendedores de gás e postos de combustíveis;

4 -  Supermercados e congêneres, não se incluindo lojas de conveniência, ficando expressamente vedado o consumo de gêneros alimentícios e bebidas no local, bem como o acesso simultâneo de mais de uma pessoa da mesma família, exceto nos casos em que necessário acompanhamento especial;

5 - Hospitais e clínicas veterinárias; mas a inclusão de estabelecimentos comerciais de fornecimento de insumos e gêneros alimentícios pertinentes à área (pet shops) foi vetada;

6 - Agências bancárias e casas lotéricas;

7 - Produtores e/ou fornecedores de bens ou de serviços essenciais à saúde, à higiene e à alimentação;

8 -  Estabelecimentos industriais de fornecimento de insumos/produtos e prestação de serviços essenciais à manutenção da saúde ou da vida humana e animal;

9 - Serviços de call center restritos às áreas de segurança, alimentação, saúde  e de utilidade pública;

10 - Escritórios e sociedades de advocacia e contabilidade,  mas sem o atendimento presencial;

11 - comercialização de gêneros alimentícios mediante entrega ( delivery), sistema pegue e leve ( take away drive thru;
 
12 - Atividades de informação e comunicação;
 
13 - Empresas de saneamento, energia elétrica e telecomunicações; assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade; 
 
14 - obras da construção civil de infraestrutura do poder público;
 
15 - Borracharias e oficinas mecânicas; restaurantes e lanchonetes instalados em postos de combustíveis.
 
Os municípios que estiveram em situação de calamidade, conforme o mapa de calor lançado pelo Governo Estadual em 17 de fevereiro,  não poderão flexiblizar as restrições, como era possível no passado. Atualmente, apenas 1 das 18 regiões do Estado não está em situação de calamidade. 
 
 
 
0
0
0
s2sdefault

css custom

© 2021 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados