Vereadores de Goianésia solicitam que igrejas se tornem atividade essencial durante a pandemia

Vereadores pedem que igrejas se tornem atividades essenciais durante a pandemia. Vereadores pedem que igrejas se tornem atividades essenciais durante a pandemia.

Na Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Goianésia,  realizada nesta terça-feira, 02, um requerimento chamou a atenção nesse momento crítico de pandemia. 

O vereador Paulo Henrique apresentou requerimento solicitando que às “Igrejas” da cidade sejam incluídos como atividade essencial nesse período de calamidade pública, “tendo em vista que elas atuam como ponto de apoio fundamental às necessidades da população na área social e emocional, desta forma, mesmo que se instale lockdown, os templos continuariam abertos.

O requerimento foi aprovado por unanimidade será encaminhado ao prefeito, Leonardo Menezes, Na solicitação, o vereador ponderou ainda que “medidas restritivas e radicais que visem o total bloqueio aos acessos das pessoas aos locais onde manifestam sua religião, somente agrava o sentimento de desalento em situações calamitosas”.

Vale lembrar que as igrejas em 2020, durante a primeira fase crítica, realizaram celebrações on-line, não deixando os fieis sem apoio. 

O requerimento também foi subscrito pelos vereadores Sargento Ariosvaldo, Carlos Gomes, Edilson Cabecinha, Edvaldo Ribeiro, Edvam da Costa, Fábio da Enigma, Geraldo do Pastel, Professor Hiago Matos, Ismael Francisco, Marcos Portilho, Múcio Santana, Salete Carrilho, Valdomiro Baiano, e Wagner Cigano.

O requerimento é apenas um pedido. Cabe ao executivo deliberar ou não.

0
0
0
s2sdefault

css custom

© 2021 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados