vereadoresVereadores falaram ao OpiniãoTV sobre a justificativa do Anteprojeto que causou muita polêmica na cidade.

Os vereadores J. Carlos e Heverton Fonseca apresentaram em parceria um requerimento  na Sessão Ordinária do último dia 21, um anexo Anteprojeto de Lei isentando de IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) os Policiais Civis, Policiais Militares, Bombeiros Militares, Agentes Penitenciários concursados e Polícia Técnico-Científica, que trabalham e possuem residência fixa própria, ou 01 (um) imóvel em Goianésia.

De acordo com o Anteprojeto de Lei, a isenção seria direcionada aos trabalhadores da segurança pública que recebem possuem renda familiar mensal de até 08 salários mínimos.

Como se trata de um Anteprojeto, o prefeito Renato de Castro, analisará a proposta e em seguida retornará uma resposta aos vereadores. Caso opte pela aceitação do Anteprojeto, o prefeito encaminhará um Projeto de Lei à Câmara Municipal para apreciação dos vereadores.

O Anteprojeto não foi visto com bons olhos por boa parte dos goianesienses e as nas redes sociais da cidade, aconteceram centenas de protestos.  Os vereadores autores da proposta foram bastante criticados. Nas manifestações, trabalhadores de outras áreas também pediram a isenção. 

A reportagem do Opinião procurou os vereadores para que eles pudessem justificar o pedido de isenção. Confira no OpiniãoTV:

 

 

 

0
0
0
s2sdefault