Hospitais privados de Goiás têm 94% dos leitos de UTI para covid-19 ocupados

..
A taxa de ocupação de leitos de UTI para tratar covid-19 na rede privada de Goiás está em 94,06%.
 
O dado foi retirado na tarde desta segunda-feira (5/4) da plataforma de monitoramento do vírus, disponibilizada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO). Apesar da alta taxa em unidades hospitalares da rede particular, o índice geral em UTIs para covid-19 no estado caiu para 87,8%.
 
De acordo com os números da SES-GO, dos 219 leitos disponibilizados em hospitais particulares de todo o estado para o tratamento intensivo de pacientes com o novo coronavírus, 206 estão ocupados. O número representa ainda a situação caótica vivida pelo sistema de saúde nacional.
 
Em boletim extraordinário do Observatório Covid-19, publicado no último dia 30 de março pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Goiás figura entre os estados brasileiros com alerta crítico sobre a taxa de ocupação dos leitos de UTI para tratar pacientes infectados com o vírus.
0
0
0
s2sdefault

Número de divórcios em 2020 é o maior em 13 anos em Goiás

divorciodivorcio

Quase 4800 divórcios extrajudiciais aconteceram em 2020 em Goiás.

Conforme o Colégio Notarial do Brasil – Seção Goiás (CNB-GO), o número de divórcios desse tipo é o maior desde 2007, quando entrou em vigor a Lei 11.441, que liberou a prática deste ato diretamente em tabelionatos.

Divórcio online

Para o CNB-GO, a possibilidade da realização de escrituras de divórcios, compra e venda de imóveis, doações, testamentos entre outros serviços dos cartórios de notas, por meio da plataforma digital e-Notariado, instituída durante a pandemia da Covid-19, impactou de forma significativa a prática destes atos, que registraram aumento em 2020, com crescimento médio mensal de 36% nos atos praticados de forma digital em Goiás.

0
0
0
s2sdefault

MP-GO solicita interrupção de vacinação das forças de segurança

Policial Civil é vacinado contra Covid-19. (Foto: Jucimar de Sousa/Mais Goiás)Policial Civil é vacinado contra Covid-19. (Foto: Jucimar de Sousa/Mais Goiás)

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) interpôs nesta segunda-feira (5/4), no Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), agravo de instrumento (recurso) para que sejam imediatamente interrompidas as ações de vacinação dos profissionais das forças de segurança pública e de salvamento no Estado de Goiás, até que sobrevenha a devida remessa das doses destinadas àqueles que se encontram no grupo elegível para vacinação.

“De forma expressa, o Ministério da Saúde preconizou que aqueles que não estão envolvidos com atividades de combate à Covid-19 deverão ser imunizados em conformidade com os critérios já estabelecidos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19”, diz o documento.

 (Texto: Cristina Rosa/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO)

0
0
0
s2sdefault

MDB rompe com o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, e 14 secretários deixam os cargos

danielvilela mdb secretariosdanielvilela mdb secretarios

O rompimento do MDB junto à gestão municipal tocada por Rogério Cruz e o Republicanos foi selada em coletiva com a imprensa na manhã desta terça-feira (05/04). Juntos, 14 secretários anunciaram suas exonerações em conjunto.

Presidente estadual da sigla emedebista, Daniel Vilela (MDB) ao explicar que sequer vinha sendo atendido pelo republicano, além de ver quadros serem exonerados sem sequer ter uma comunicação prévia chegou à conclusão de que o partido estava sendo expulso do Paço Municipal.

0
0
0
s2sdefault

Em Goiânia, Rogério Cruz alfineta: “Daniel não foi eleito, foi o pai dele”

Prefeito Rogério Cruz | Foto: Fernando Leite/Jornal OpçãoPrefeito Rogério Cruz | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Depois do MDB romper com o prefeito de Goiânia Rogério Cruz (Republicanos) em coletiva marcada por críticas e insatisfação, foi a vez do gestor se manifestar.

Segundo Rogério, além de suceder Iris Rezende (MDB), ele precisa corresponder ao máximo o que o prefeito eleito Maguito Vilela (MDB) faria. “E acredito que estou fazendo isso”, disse ao reforçar que quem está saindo é Daniel Vilela – presidente estadual da sigla – e seu grupo. “Daniel não foi eleito, foi o pai dele.”

O prefeito afirmou, que os vereadores, aqueles que disputaram votos pelo MDB estão ao seu lado. “Essa gestão não está expulsando ninguém”, reiterou mais uma vez.

0
0
0
s2sdefault

Covid-19: Todas as regiões de Goiás estão em situação de calamidade

Foto (Reprodução)Foto (Reprodução)

Goiânia – A Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES-GO) divulgou na noite desta quinta-feira (01/4) o mapa de calor do risco da covid-19 e, pela primeira vez, todas as 18 regiões do Estado aparecem como em situação de calamidade.
 
Esta é pior classificação no índice criado pela secretaria. Na semana passada, 17 regiões estavam em calamidade (vermelho) e uma, a região Nordeste, em estado crítico (laranja). Sua situação se deteriorou em três frentes: taxa de mortalidade, taxa de contágio e aumento nos casos de síndrome respiratória aguda grave.

0
0
0
s2sdefault

css custom

© 2021 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados