Coronavírus em Goiás: 15 confirmados e suspeitos saltam para 303

Lacen divulga resultado de teste para coronavírus, em Goiás — Foto: Secretaria Estadual de Sáude/Divulgação

O número de pessoas com coronavírus em Goiás subiu de 12 para 15 nesta quinta-feira (19), de acordo com boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES). Os confirmados são 7 em Goiânia, 2 em Anápolis, 3 em Rio Verde, 1 em Aparecida de Goiânia, 1 em Jataí e 1 ainda está em análise para obter informações sobre a localidade da pessoa.

A secretaria ressalta que as três novas confirmações foram de exames realizados na rede privada de laboratórios. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, os casos suspeitos saltaram de 230 para 303 em um dia, mas ainda não há mortes pela doença no estado.

Após os primeiros casos confirmados, o governo estadual decretou uma série de medidas para conter o avanço da doença, como suspensão de aulas, fechamento de shoppings centers e comércios, além de instituir o trabalho em casa para funcionários públicos.

Os casos confirmados estão nas seguintes cidades:

Goiânia - 7
Rio Verde - 3
Anápolis - 2
Jataí - 1
Aparecida de Goiânia - 1
Localização desconhecida - 1

 

0
0
0
s2sdefault

Coronavírus: Estado de Goiás já soma 12 confirmações

De acordo com os últimos dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde, Goiás soma 12 confirmações para coronavírus. 

5 são em Goiânia, 3 em Rio Verde, 2 em Anápolis, 1 em Jataí e 1 em Aparecida de Goiânia. 

Os casos em análise já são 230. 

O caso de Jataí é de uma mulher de 52 anos, que mora na Espanha e está no Brasil, visitando familiares. O de Aparecida, é também com uma mulher de 34 anos, que esteve nos Estados Unidos, em fevereiro. 

 

 

0
0
0
s2sdefault

Brasil fecha fronteiras terrestres com países da América do Sul

O Governo Brasileiro determinou no ínício da tarde de hoje, o fechamento terrestre de fronteiras com 8 países da América do Sul.

Por 15 dias, estarão fechadas as fronteiras com a Argentina, Bolívia, Colômbia, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru e Suriname. Para o caso do Uruguai, o governo editará portaria específica.

As novas regras não surtirão efeito para cidadãos brasileiros ou estrangeiros naturalizados, estrangeiros com residência no país e diplomatas. Tampouco vigorará no comércio de bens do Brasil com esses países, ou seja, o transporte de cargas. 

A medida não atinge brasileiros que vivem nesses países. 

0
0
0
s2sdefault

Empresas de ônibus veem risco de colapso após queda de 60% nas viagens

(Foto: Opinião / Orcedino Jr)
Brasília - As empresas de ônibus que fazem viagens interestaduais pelo País poderão entrar em colapso financeiro em um prazo de até 90 dias, segundo a Associação Nacional das Empresas de Transporte Rodoviário de Passageiros (Anatrip), que representa o setor. O setor atende hoje 80 milhões de usuários de baixa renda.
 
As empresas já apontam uma queda estimada de 60%, volume que pode se expandir. Em decorrência da pandemia da covid-19, pessoas estão evitando qualquer viagem, por causa das aglomerações, que ampliam os riscos de contágio.
 
A Anatrip afirma que o setor não teve, até o momento, nenhum tipo de apoio federal ou dos Estados para enfrentar a crise. "Diferentemente da atenção dada pelo governo às companhias de transporte aéreo, o nosso setor não recebeu qualquer consideração, apesar de toda a sociedade e o governo em particular, conhecerem o desfavorecimento econômico e a dependência dos usuários dos serviços que prestamos, que não têm outra opção de locomoção até para se tratarem da própria infectação, como, ao contrário, é o caso dos passageiros das companhias aéreas", declarou a associação.
 
A Anatrip pede a suspensão por seis meses da cobrança de tributos (PIS, Cofins e Cide incidente no óleo diesel), no âmbito federal, e do ICMS, no estadual. Pede ainda a desoneração da folha de pagamento.
 
A associação calcula que, caso as transportadoras não resistam à crise, 100 mil empregos diretos e 400 mil indiretos estarão em jogo. "Por isso, a Anatrip ressalta que as medidas para reduzir as perdas financeiras das empresas devem ser estendidas às empresas de transporte rodoviário interestadual." (Agência Estado)
0
0
0
s2sdefault

Petrobras reduz preço da gasolina, do diesel e do gás de cozinha

A Petrobras anunciou, nesta quarta-feira (18), a redução nos preços do litro da gasolina, em 12%, do diesel, em 7,5% e do gás de cozinha (GLP), em 5%. Os valores referem-se aos produtos vendido pelas refinarias da estatal e valerão a partir desta quinta-feira (19).

Os valores finais aos motoristas dependerão de cada posto e distribuidor de GLP, que acrescem impostos, taxas, custos com mão de obra. Além disso, o mercado brasileiro é baseado na livre concorrência, fazendo com que cada empresa cobre o que achar melhor, segundo explica a Petrobras.

0
0
0
s2sdefault

Latam, Gol e Azul flexibilizam cancelamentos causa do Covid-19

Goiânia - As companhias aéreas brasileiras divulgaram notas informativas orientando os clientes sobre as principais ações adotadas em decorrência da pandemia do novo coronavírus. 

Os presidentes da Gol e da Latam gravaram vídeos onde explicam detalhes de como as empresas se prepararam para evitar o avanço do Covid-19 e medidas envolvendo cancelamento e remarcação de passagem. 

Latam

Passagens compradas antes de 13 de março de 2020
 
Clientes com passagens nacionais com entre 13 de março e 15 de abril terão isenção de taxa de alteração.
 
A alteração pode ser feita até o mesmo dia da data de partida do primeiro trecho da passagem.
É permitida uma alteração: para a data do voo e/ou alteração do destino.
A nova data do voo deve ser até 31 de dezembro de 2020.
Quem tiver algum voo cancelado, a companhia recomenda que acesse a opção “Reprograme seu Voo”. Nesse caso, as alternativas oferecidas não atenderem às necessidades, o cliente poderá solicitar a remarcação do voo ou reembolso do bilhete por meio da Central de Atendimento.
 
Passagens compradas entre 13 e 31 de março de 2020
 
Quem comprar passagem entre 13 e 31 de março poderá realizar alterações sem multas para passagens nacionais e internacionais, conforme as seguintes condições:
 
A alteração deve ser feita até 5 dias antes da data de partida do primeiro trecho da sua viagem
 
Você pode realizar uma alteração, de data do voo e/ou destino, que não precisa ser informado no momento de solicitar a mudança.
 
Você será isentado das taxas de alteração, mas eventuais diferenças de tarifas deverão ser pagas.
 
Você ainda pode optar pelo cancelamento da viagem, dentro do mesmo período de antecedência, usando o valor para um novo voo em uma data futura, conforme as seguintes condições.
 
Eventuais diferenças de tarifas entre sua passagem original e a sua nova passagem serão cobradas no momento de fazer a reserva do novo voo.
 
A data da sua nova passagem deverá ser antes de 31 de dezembro de 2020.
 
Central de atendimento Latam: 0300 5705700 ou (11) 4002-5700.
 
Confira mais informações específicas de restrições de viagens da Latam aqui.


Gol
 
A GOL atualizou em seu site a política que flexibiliza remarcações e cancelamento de voos da companhia devido a epidemia do novo coronavírus. A regra agora é válida tanto para passagens para destinos nacionais como internacionais.
 
Quem estiver reserva com a companhia até o dia 14 de maio de 2020 poderá:
 
Solicitar o cancelamento do bilhete sem custo e manter o valor em crédito para voos futuros. O valor ficará disponível para uso do cliente por até um anos após a data da emissão;
 
Remarcar o bilhete para até 330 dias após a data da compra. Não haverá taxa de remarcação, somente diferença de tarifa, se houver;
Pedir o reembolso da reserva sem taxa de cancelamento, no entanto, haverá a cobrança da taxa de reembolso conforme a tarifa adquirida.
 
A companhia também está oferecendo a mesma política para quem fizer uma reserva para voar até 14 de maio de 2020.
 
Quem tem passagens de voos GOL emitidos com milhas Smiles também terá os mesmos direitos, podendo fazer o cancelamento do bilhete pelo app e pelo site da Smiles, ou via central de atendimento.
 
A GOL pede que os clientes que desejem realizar modificações em suas reservas que façam através do site (www.voegol.com.br), aplicativo GOL ou através da central de atendimento (0300 115 2121). Caso o seu bilhete tenha sido comprado através de uma agência de viagens, você deverá entrar em contato com esta.
 
Veja o comunicado no site da Gol.
 
Passagens internacionais
Azul, GOL, Latam e outras companhias aéreas também divulgaram políticas que permitem o cancelamento ou alteração sem custo de passagens aéreas internacionais.
 
Azul

Clientes com voos domésticos operados pela Azul até 31 de maio de 2020 poderão alterar ou cancelar seu voo (atualizado em 16/03-10h).
 
Alterações: você poderá alterar a data do seu voo sem incidência de taxas de alteração desde que o novo voo seja realizado até 31 de maio de 2020. Para tanto, havendo diferença tarifária entre a viagem original e o novo voo, esta será cobrada.
 
Cancelamento: você poderá cancelar sua reserva sem custo de taxa de cancelamento, deixando o valor como crédito na Azul para compras futuras (validade do crédito: 1 ano a contar da data da emissão do bilhete cancelado, sendo o valor pessoal e intransferível).
 
Para mais informações entre em contato com a Central de Atendimento da Azul no telefone (11) 4003-1118.

Leia o comunicado completo aqui
0
0
0
s2sdefault

Page 7 of 411

© 2020 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados