Coronavírus: Governo dará auxílio para quem ganha até 2 salários mínimos e poderá ter salários e jornadas reduzidas

O Ministério da Economia anunciou na tarde desta quinta-feira, 19, que vai garantir aos trabalhadores que tiverem jornada de trabalho ou salário reduzidos em função dos impactos da pandemia de coronavírus um adiantamento de 25% do que teriam direito mensalmente caso solicitassem o seguro desemprego.

A regra é apenas para quem ganha até dois salários mínimos e vale por três meses.

O valor do benefício cheio seria de R$ 1.045 (salário mínimo) até R$ 1.524,89. O colaborador receberá então 25% desse valor, o que dará durante três meses uma compensação do governo federal de R$ 261,25 a R$ 381,22

“Nossa ideia é fazer com que empresa e funcionário entrem em acordo em prol da manutenção do emprego, do negócio e da produção na economia. São três meses pelos quais passaremos por dificuldades”, diz Bruno Bianco, secretário especial de Previdência e Trabalho, em coletiva de imprensa.

Vale ressaltar que a medida ainda depende de aprovação do Congresso e deve ser enviada em dois dias por meio de Medida Provisória, segundo o secretário.

 

0
0
0
s2sdefault

Coronavírus: Loja Americanas do Estado se enquadram como supermercado, segundo AGOS.

Loja da empresa em Goianésia. Estabelecimento se enquadra como supermercado, de acordo com declaração da Associação Goiana dos Supermercados.

Goianésia aderiu em quase 100%  ao o decreto nº 9637 do Governo Estadual que determinou a interrupção das atividades em todos estabelecimentos que não fossem às atividades essenciais de segurança alimentar, hospitalar e pública.

No primeiro dia de vigência da lei emergencial contra o Coronavírus,  a sexta-feira foi de pouca movimentação na cidade. Alguns comerciantes ficaram pela manhã com as portas semi-abertas, apenas entregando pedidos ou ainda atendendo pelo sistema de delivery.

Uma loja aberta na Avenida Goiás  chamou a atenção. Nas redes sociais, muita gente questionou a filial da lojas Americanas em Goianésia permanecer aberta na  cidade. 

Agora pela manhã, nesse sábado (21), a reportagem do Opinião procurou a gerente da loja, Mariana Barbosa, que nos entregou documento datado do dia 18 de março, da Associação Goiana de Supermercados, declarando a empresa como associada e todas as suas 52 lojas em Goiás. 

A gerente informou  ainda, que exceto as lojas dos shoping centers, todas as lojas da marca estão abertas no Estado.

Segue declaração da AGOS:

 

 

0
0
0
s2sdefault

Anvisa e Ministério da Saúde divergem sobre uso da Hidroxicloroquina e cloroquina no combate ao coronavírus

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)  enquadrou a hidroxicloroquina e cloroquina como medicamentos de controle especial.

A medida é para evitar que pessoas que não precisam do medicamento provoquem um desabastecimento no mercado. A falta do produto pode deixar os pacientes com malária, lúpus e artrite reumatoide sem os tratamentos adequados.

A Agência recebeu relatos de que a procura pela hidroxicloroquina aumentou depois que algumas pesquisas indicaram que este produto pode ajudar no tratamento do Covid-19. Apesar de alguns resultados promissores, não há nenhuma conclusão sobre o benefício do medicamento no tratamento do novo coronavirus.

Confusão 

Enquanto o ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta informou que já validou os 2 medicamentos, durante conferência com o  presidente Jair Bolsonaro e empresários, na tarde de hoje (20) em Brasília, a Anvisa informa na sua página oficial na internet, que não há recomendação no momento, para a sua utilização em pacientes infectados ou mesmo como forma de prevenção à contaminação pelo novo coronavírus.

 

 

0
0
0
s2sdefault

Anvisa não recomenda uso de hidroxicloroquina contra o coronavírus

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) emitiu nota técnica na noite dessa quinta-feira (20), alertando que o uso de hidroxicloroquina contra o coronavírus, não é recomendado.

No site da instituição, a assessoria de comunicação do órgão alertou que:

"- Esses medicamentos são registrados pela Agência para o tratamento da artrite, lúpus eritematoso, doenças fotossensíveis e malária; 

- Apesar de promissores, não existem estudos conclusivos que comprovam o uso desses medicamentos para o tratamento da Covid-19. Portanto, não há recomendação da Anvisa, no momento, para a sua utilização em pacientes infectados ou mesmo como forma de prevenção à contaminação pelo novo coronavírus; e

- A automedicação pode representar um grave risco à sua saúde.

Confira a nota na íntegra, clicando aqui:

0
0
0
s2sdefault

Bolsonaro volta a minimizar coronavírus: "governadores exageraram nas medidas"

Na manhã de hoje (20) o presidente Jair Bolsonaro, em seu encontro com eleitores e imprensa na saída do Palácio da Alvorada, criticou a atuação dos governos estaduais em relação às medidas adotadas contra a disseminação do coronavírus.

‘Tão tomando medidas, no meu entender, exageradas’, afirmou o presidente.

O presidente insistiu na ideia de exagero por parte das medidas de controle perante a pandemia, e ainda falou que precisa passar ‘tranquilidade’ ao povo. ‘Se vocês acompanharem o que ocorre com o povo mais pobre, daqui a pouco teremos problema de saque’, prosseguiu.

O Bolsonaro afirmou que os comércios não devem ser parados, pois isso acarretaria numa má nutrição das pessoas, porque elas ficariam sem comer, ‘e elas aí estão mais propensas a pegar o vírus’. E continuou: ‘Muitas mortes serão de pessoas sem comida!’.

O presidente desconhece a maioria dos decretos estaduais, que permitiu a permanência da abertura de supermercados, postos e farmácias. allém do sistema de delivey para lanchonetes e restaurantes. 

Essa não é a primeira vez que Jair Bolsonaro trata do coronavírus com descaso. O presidente já classificou a pandemia de “histeria” e de “fantasia”, além de ter convocado e participado de manifestações populares durante o surto. Já são 22 os membros de sua comitiva infectados com o covid-19.

O governador de São Paulo, João Dória (PSDB) rebateu as críticas aos governadores. "Lamento dar essa informação de que estamos fazendo aquilo que deveria caber ao líder do país, que é o presidente Jair Bolsonaro, e que, lamentavelmente, ele não faz. E quando faz, faz errado", completou.

0
0
0
s2sdefault

Goianésia: 2º caso suspeito de Coronavírus já foi encaminhado para confirmação.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS - Goianésia), informou na manhã de hoje (20), pelas redes sociais, que o segundo caso suspeito de coronavírus em Goianésia, já está sendo investigado. 

A amostra já foi coletada e enviado ao Laboratório Central de Sáude Pública de Goiás. (Lacen-GO), em Goiânia. Como a demanda aumentou muito nos últimos dias, pois os casos suspeitos em Goiás, chegam a mais de 300,  o resultado não deve ser tão rápido, quanto foi i do primeiro caso.

O Núcleo de Vigilância Epidemiológica informou ainda que existem várias fake news circulando e que não há nada além do que já foi oficialmente informado para Goianésia: 2 casos suspeitos, sendo um já descartado e o outro que foi notificado na manhã de hoje (20).

 

0
0
0
s2sdefault

Page 6 of 411

© 2020 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados