Bolsonaro revoga artigo da MP que permitia a suspensão do contrato de trabalho por até 4 meses sem salário.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicou na noite deste domingo (22) no Diário Oficial uma MP (medida provisória) que autoriza suspensão do contrato de trabalho por até quatro meses.
 
No período, o empregado deixaria de trabalhar, assim como o empregador não pagaria salário. A empresa seriaobrigada a oferecer curso de qualificação online ao trabalhador e a manter benefícios, como plano de saúde.
 
Pelo texto, a negociação individual ficaria acima de acordos coletivos e da lei trabalhista.
 
Pelas redes sociais, o presidente respondeu à críticas nesta segunda-feira (23): "Esclarecemos que a referida MP, ao contrário do que espalham, resguarda ajuda possível para os empregados. Ao invés de serem demitidos, o governo entra com ajuda nos próximos 4 meses, até a volta normal das atividades do estabelecimento, sem que exista a demissão do empregado."
 
Para o contrato ser suspenso bastararia acordo individual com o empregado ou também com um grupo de empregados. A suspensão teria de ser registrada em carteira de trabalho.
 
Agora, às 13:49 de hoje (23), na sua conta do twitter, o presidente anunciou que determinou  a revogação do art.18 da MP 927, que permitia a suspensão do contrato de trabalho por até 4 meses sem salário.
0
0
0
s2sdefault

Coronavírus: Pirenópolis proíbe entrada de visitantes

Principal rua histórica de Pirenópolis, na tarde de ontem (21).
Em virtude do aumento de casos confirmados da covid-19 em Brasília, Anápolis e Goiânia, principais cidades de origem dos visitantes do município, a Prefeitura de Pirenópolis decretou, neste sábado (21/3) a proibição de entrada de qualquer pessoa que não resida comprovadamente em Pirenópolis.
 
O decreto visa garantir a segurança e saúde dos pirenopolinos contra o COVID-19.
 
Foram criadas blitz por todo o  Município e a Polícia Militar está autorizada a exigir comprovante de residência na cidade, como talão de água e luz, registro de imóvel ou carnê de IPTU.
 
A medida, conforme decreto, visa resguardar a saúde dos cidadão pirenopolinos, evitando o contato com possíveis infectados.
0
0
0
s2sdefault

Guru de Bolsonaro, Olavo de Carvalho diz que epidemia de coronavírus não existe

O escritor Olavo de Carvalho, “guru” da família Bolsonaro, afirmou em uma transmissão ao vivo no Youtube neste domingo (22) que não há nenhum caso confirmado de morte por coronavírus no mundo. Segundo ele, a epidemia seria “a mais vasta manipulação de opinião pública que já aconteceu na história humana”.

De acordo com o Ministério da Saúde, só no Brasil foram registradas 25 mortes e 1.546 casos confirmados da doença. Já a Organização Mundial da Saúde (OMS), contabiliza mais de 294 mil casos no mundo e mais de 12.784 mortes.

 

0
0
0
s2sdefault

Coronavírus: Surge mais um caso suspeito em Goianésia

A Secretaria Municipal de Saúde de Goianésia divulgou pelas redes sociais, no início da tarde de hoje (21) comunicado de mais um caso suspeito de coronavírus no Município.

O material já foi encaminhado para o Laboratório Central de Saúde Pública de Goiás (Lacen).

Agora, já são 2 casos suspeitos sendo investigados pelo Lacen. 

 

 

 

0
0
0
s2sdefault

Corononavírus: Sâo já 21 casos confirmados e 785 suspeitos em Goiás

A Secretaria de Saúde de Goiás informou na tarde deste domingo, que já são 21 casos confirmados em Goiás para coronavírus. O número de casos suspeitos para a doença saltou de 506 para 765. 

São 11 em Goiânia. 5 em Rio Verde, 2 em Anápolis, 1 em Aparecida de Goiânia, 1 em Catalão e 1 em Jataí. 

No Brasil, já são 1546 casos confirmados e 25 mortes. 

Distrito Federal

Ao meio-dia desta segunda-feira (23), o Governo do Distrito Federal divulgou mais uma atualização do número de casos de coronavírus na capital. O número de casos confirmados subiu para 135. São quatro a mais em relação ao último boletim divulgado no domingo (23).

O número preocupa para os goianos, pois a capital federal faz divisa com Goiás. 

0
0
0
s2sdefault

Goiás: Sobe para 18 os casos confirmados. Já são 506 suspeitos

Catalão registrou seu primeiro caso nessa sexta-feira (20). (Foto: Robson Macedo)

A Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) informou na  noite dessa sexta-feira (20), que jã são 18 casos confirmados em Goiás para o Coronavírus. Os suspeitos saltaram de 303 para 506, a serem confirmados pelo Laboratório Central de Sáude de Goiás (Lacen).

Os casos confirmados foram registrados em Goiânia (9), Anápolis (2), Rio Verde (3), Aparecida de Goiânia (2) e Jataí (1). Um caso é de pessoa que reside em outro país e está no Estado de Goiás, na cidade de Catalão. É de um jovem de 28 anos, que retornou de uma viagem a Europa. 

O fim de semana será decisivo para o controle de disseminação do vírus. O ministro da saúde, Luiz Hnerique Mandetta, disse ontem durante coletiva com a imprensa em Brasília, que o isolamento social é a melhor forma de prevenção contra a doença. Pediu para as pessoas pararem de se agrupar, como está acontecendo em várias cidades, em praias e parques. 

0
0
0
s2sdefault

Page 5 of 411

© 2020 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados