Goiás tem 14 municípios entre os 100 mais ricos em agronegócio do Brasil

..

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) identificou os 100 municípios mais ricos do Brasil no agronegócio – e 14 cidades do estado de Goiás estão entre eles, duas delas entre as dez primeiras: Rio Verde e Jataí. A análise foi feita a partir da pesquisa anual da Produção Agrícola Municipal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (PAM/IBGE). A pesquisa englobou os dados da produção agrícola municipal, referentes a 2022, levando em conta variáveis como área colhida, produção, valor da produção das lavouras e rendimento, em 5.563 municípios.

De acordo com o coordenador dos cursos de Ciências Agrárias da Faculdade Una, Vinícius Almeida de Oliveira, o sucesso do estado está vinculado a uma série de fatores.“Nós temos um clima extremamente favorável, solos que são completamente aptos para trabalhar todos os tipos de culturas, sem contar na posição geográfica e logística de Goiás para distribuir essa produção por todo o Brasil. E, associado a isso, temos cada vez mais a adoção de novas tecnologias relacionadas ao agro, como a utilização de bioinsumos e a aplicação de aminoácidos, que vêm contribuindo para que o estado de Goiás se fortaleça como grande potência relacionada ao agronegócio”, esclarece.

No topo da lista dos 100 municípios mais ricos, encontram-se Sorriso, Campo Novo do Parecis e Sapezal, todos em Mato Grosso, com participação expressiva na produção brasileira de algodão, milho e soja. Goiás tem 14 cidades no ranking, sendo elas, por ordem de classificação: Rio Verde (4º), Jataí (8º), Cristalina (11º), Mineiros (36º), Montividiu (39º), Paraúna (51º), Chapadão do Céu (52º), Santa Helena de Goiás (73º), Catalão (81º), Goiatuba (83º), Silvânia (90º), Bom Jesus de Goiás (91º), Acreúna (98º) e Quirinópolis (100º). A maior parte das cidades ranqueadas no Estado integram a mesorregião do Sul Goiano.

 

0
0
0
s2sdefault

css custom

© 2024 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados