Goiás é o terceiro em mortes por ação policial

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução
O estado de Goiás ocupa a terceira posição em ranking de taxa de mortalidade por intervenções policiais no Brasil em 2019. Os dados foram divulgados neste domingo (18/10) no Anuário Brasileiro de Segurança Pública 2020, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

A taxa no Estado chegou a 7,6 por 100 mil habitantes. Amapá e Rio de Janeiro ocupam as primeiras posições, respectivamente. No Amapá, a taxa de mortalidade provocada por intervenções policiais chegou a 14,3 por 100 mil habitantes. O Rio de Janeiro atingiu 10,5 óbitos por cada 100 mil habitantes.
 
Perfil
A maioria das vítimas são do sexo masculino. A análise dos dados do ano de 2019 indicou que 99,2% dos mortos eram homens e apenas 0,8% mulheres. Do total de vítimas, 23,5% tinham entre 15 e 19 anos quando foram mortos, 31,2% estavam na faixa etária entre 20 e 24 anos e 19,1% tinham entre 25 e 29 anos. Ao todo, 74,3% das vítimas de intervenções policiais eram jovens de no máximo 29 anos. No que tange à raça/cor, 79,1% das vítimas de intervenções policiais que resultaram em morte eram pretas e pardas.
 
O Anuário Brasileiro de Segurança Pública se baseia em informações fornecidas pelas secretarias de segurança pública estaduais, pelo Tesouro Nacional, pelas polícias civis, militares e federal, entre outras fontes oficiais da Segurança Pública. Clique aqui e veja o documento.
0
0
0
s2sdefault
© 2020 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados