COVID-19: Renato de Castro não quer decretar lockdown, mas pede que população coopere

Renato e Joao MarioRenato e Joao Mario

O prefeito de Renato de Castro (MDB) anunciou nas suas redes sociais no fim desta manhã, que vai se reunir com o comitê de enfrentamento ao COVID em Goianésia, na próxima quarta-feira, 01.

Ele adiantou, que depois da reunião com o governador Caiado e prefeitos goianos, conversou com a equipe da Secretaria de Saúde do Município. De antemão, Renato disse que ainda não pretende fechar o comércio, mas pediu apoio à população às medidas restritivas. 

"Estão fazendo muitas festinhas, as pessoas estão saindo muito, não estão fazendo a sua parte. A intenção é manter tudo aberto para não penalizar ainda mais o nosso comércio, mas se precisar fechar, faremos", adiantou. 

O governador de Goiás Ronaldo Caiado (DEM) reuniu com os prefeitos goianos na manhã de hoje (29) e defendeu o lockdown por 14 dias no Estado, a partir dessa terça-feira, 30.

Um novo estudo Universidade Federal de Goiás (UFG) estima um colapso hospitalar em julho, com a necessidade de 2 mil leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e 18 mil mortes por Covid-19 até setembro.

0
0
0
s2sdefault
© 2020 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados