Autorização para venda de ações da Saneago é aprovada em primeira votação

Foto: Eduardo Pinheiro/Jornal Opção

Após muita discussão, o projeto de Lei que autoriza a venda de 49% das ações da Saneago foi aprovado em primeira votação. Apesar das falas da oposição e dos protestos de servidores, que insistem que se trata de uma privatização, o projeto foi aprovado, chancelando o discurso do governo de que a abertura de mercado não significa perda total do controle pelo Estado.

A votação foi fechada e a matéria aprovada com 26 votos favoráveis e oito contrários. Votaram contra os deputados Adriana Accorsi (PT), Lucas Calil (PSD), Rubens Marques (Pros) , Antônio Gomide (PT), Leda Borges (PSDB), Gustavo Sebba (PSDB), Claudio Meirelles (PTC) e Helio de Sousa (PSDB).

Matéria foi aprovada com emenda que garante que 30% dos recursos seja destinado a investimentos no saneamento.

Na discussão, deputados da oposição argumentavam que se tratava de um pontapé para privatização da Saneago, mas o líder do Governo reforçou que o Estado ainda terá controle sobre 51% das ações. Bruno Peixoto (MDB), inclusive, questionou parlamentares que hoje discursam contra esse projeto, mas foram favoráveis à privatização da Celg. Na tribuna, oposicionistas alegaram que a Celg se encontrava em situação mais calamitosa que a Saneago.

Fonte: Jornal Opção

0
0
0
s2sdefault
© 2019 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados