CRM-GO cassa registro profissional do "Dr Bumbum"

O médico Denis César Barros Furtado teve seu CRM cassado.

O Médico Denis Cesar Barros Furtado, conhecido como “Doutor Bumbum”, teve o seu registro profissional cassado, nesta segunda-feira, 13. A decisão foi anunciada pelo CRM/GO e cumpre a sentença protocolada pelo Pleno do Conselho Federal de Medicina nos autos do Processo Ético-Profissional CRM-DF 797/2016.

Apresentado pelo presidente do Cremego, Dr Leonardo Mariano Reis, o informe alega que a pena foi aplicada ao médico, em virtude de infrações cometidas referentes aos artigos 1º, 10, 11,40,68,112,113,115 e 118, do Código de Ética Médica.

Caso

“Doutor Bumbum” teve prisão decretada pela Justiça do Rio de Janeiro, em julho de 2018, após a morte de uma paciente. Lilian Calixto realizou um procedimento estético com o médico, passou mal e veio a óbito.

Segundo a delegada responsável pelo caso, Adriana Belém, Denis já tinha sete anotações em sua ficha criminal, uma delas por homicídio, em 1997.  As outras seriam por porte ilegal de armas, crime contra a administração pública, resistência à prisão – por duas vezes –, violação de domicílio e exercício arbitrário das próprias razões.

Fonte: Jornal Opção

0
0
0
s2sdefault
© 2019 Jornal Opinião - Todos os direitos reservados